Campanhas de saúde na empresa são efetivas? Entenda os benefícios

Campanhas de saúde na empresa são efetivas? Entenda os benefícios
12 de agosto de 2020 Nicole Lallée
Funcionários se alongam no ambiente de trabalho em campanha de saúde de empresa

Muitas empresas já estão por dentro quando o assunto é investir em saúde e bem-estar de seus colaboradores com campanhas de endomarketing. Porém, muitos gestores ainda se perguntam quais são os benefícios de realizar ações que promovem a saúde dos colaboradores e como é possível fazer isso. Por isso, preparamos um artigo completo que responde todas essas dúvidas e ainda dá ideias para campanhas de saúde eficientes. Continue a leitura e confira!

A importância das campanhas de saúde

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o local de trabalho influencia diretamente o bem-estar físico, mental, econômico e social dos trabalhadores e, por sua vez, a saúde de suas famílias, comunidades e sociedade.

Portanto, criar uma cultura de promoção de saúde é algo que traz benefícios tanto para os colaboradores como para as organizações. A conta é simples: colaboradores mais saudáveis têm mais qualidade de vida, são mais produtivos, faltam menos no trabalho e reduzem os custos das empresas. Separamos alguns dados de pesquisas que comprovam isso:

• Sedentarismo

Os custos para uma empresa com um colaborador sedentário são maiores. De acordo com relatório da Johns Hopkins Bloomberg School of Public Health, funcionários fisicamente ativos têm custos mais baixos de saúde, exigem menos licenças médicas e são mais produtivos. O relatório mostra que os funcionários que praticam ao menos 75 minutos de atividade física de intensidade vigorosa por semana faltam em média 4,1 dias a menos no trabalho por ano.

• Distúrbios osteomusculares

Levantamento do Ministério da Saúde mostra que, em 10 anos, as Lesões por Esforços Repetitivos (LER) e os Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho (DORT) representaram 67.599 casos entre os trabalhadores do país. Com isso, elas são as doenças que mais afetam os trabalhadores brasileiros. Sendo doenças relacionadas ao trabalho, elas podem prejudicar a produtividade e hoje são responsáveis pela maior parte dos afastamentos do trabalho.

• Obesidade

De acordo com um estudo publicado na Journal of Occupational and Environmental Medicine, a obesidade responde por 6,5% a 12,6% dos custos totais de absenteísmo no local de trabalho. Os pesquisadores afirmam que a obesidade está associada a grandes custos diretos de assistência médica e indiretos de perda de produtividade devido a dias perdidos por causa da condição.

• Tabagismo

Os fumantes sofrem mais problemas de saúde e incapacidades, e têm maior probabilidade de faltar ao trabalho do que aqueles que nunca fumaram. Para se ter uma ideia, segundo a CDC Foundation, o tabagismo prejudica a economia dos Estados Unidos, custando mais de US$ 300 bilhões por ano em assistência médica e perda de produtividade.

• Saúde mental

Um estudo recente liderado pela OMS estima que os transtornos de depressão e ansiedade custam à economia global US$ 1 trilhão por ano em perda de produtividade. Além disso, segundo a Fundação de Saúde Mental britânica, abordar o bem-estar mental no trabalho aumenta a produtividade em até 12%.

Em outras palavras, pesquisas têm mostrado que os custos de saúde das empresas têm aumentado significativamente. E, entre os diversos fatores que impulsionam esse aumento, estão os hábitos de vida pouco saudáveis.

E onde está a importância das campanhas de saúde nisso tudo? Na conscientização para adoção de hábitos mais saudáveis, prevenção de doenças e promoção de saúde.

Agora, mais do que nunca, vimos com a pandemia do novo coronavírus uma preocupação maior com higiene, imunidade e saúde em geral. Nunca se comprou tanto álcool em gel e as buscas no Google sobre alimentação saudável, ansiedade e prevenção do coronavírus aumentaram muito.

Isso evidenciou ainda mais a responsabilidade que as empresas têm para promover a saúde de seus funcionários e como podem reduzir os impactos de uma pandemia. Afinal, a maioria das pessoas passa a maior parte do dia trabalhando.

Benefícios das campanhas de saúde

Logo, podemos concluir que as campanhas de conscientização em saúde têm vários benefícios para os funcionários e para as empresas.

Para os funcionários Para a empresa
Ambiente de trabalho seguro e saudável Redução de absenteísmo
Menos estresse Equipe mais produtiva e engajada
Mais qualidade de vida Redução de despesas com saúde
Maior satisfação no trabalho Redução da rotatividade de colaboradores
Menor risco de desenvolver doenças Imagem e reconhecimento positivo

Como fazer campanhas de saúde na empresa

Aqui focaremos nas campanhas de conscientização e educação com o intuito de promover saúde. Muitas vezes, a equipe responsável por planejar e colocar as campanhas em prática é a de Recursos Humanos (RH), com suporte do marketing ou agências parceiras. Confira algumas dicas de como fazer campanhas internas de promoção de saúde eficientes:

1. Planejamento de temas

Para definir os temas das suas campanhas, é essencial ter em mente duas questões:

Campanhas sazonais de saúde: existem movimentos e campanhas específicas de acordo com o mês, dia ou estação do ano. Por exemplo, temos o movimento Outubro Rosa para prevenção do câncer de mama; no verão é importante conscientizar sobre o câncer de pele; já em abril, temos o Dia Mundial da Atividade Física; entre muitos outros temas e datas.

Doenças mais comuns entre seus funcionários: é muito importante saber quais são as doenças e os fatores de risco mais comuns entre seus funcionários para poder promover ações pontuais e realizar campanhas que gerem resultados. Para saber sobre isso, você pode solicitar indicadores para sua consultoria de gestão de benefícios. Outra opção é pedir para os colaboradores responderem um questionário.

2. Escolha dos canais

É muito importante entender quais são os seus canais de contato com os funcionários. É o e-mail? A intranet? Redes sociais? A TV corporativa? Ou melhor materiais impressos? É possível fazer, por exemplo, um banner sobre campanha de vacinação no elevador, ou realizar enquetes ou discussões sobre temas e ações de saúde na intranet da empresa. É muito importante ter em mente que com a pandemia do novo coronavírus as configurações de trabalho das maiores das empresas mudaram. Por isso, é essencial ter a comunicação digital no plano de ação.

3. Definição de ações

Uma campanha de saúde deve incluir uma comunicação muito bem estruturada e ações que engajem. Dessa forma, é possível incluir palestras, workshops, sessões de ginástica laboral, distribuição de frutas, e-mails semanais, newsletter, desafios, entre outras ações.

3 exemplos de campanhas de conscientização

Ainda não sabe por onde começar? Nós já realizamos várias campanhas de saúde para nossos clientes. Vamos contar algumas que podem te inspirar!

Infográficos e jogos atraentes sobre prevenção

O SESI-RS se tornou nosso cliente no ano passado após sairmos vencedores da licitação para a escolha de uma agência de comunicação. Produzimos com eles diversas campanhas de promoção de saúde ao longo do ano para conscientizar trabalhadores de centenas de indústrias do Rio Grande do Sul.

Para essas campanhas, desenvolvemos cartazes, e-mails, infográficos e layouts para TV corporativa. O objetivo é sempre engajar os funcionários com conteúdos interessantes, dinâmicos, com uma linguagem de fácil entendimento e um visual atraente. Confira abaixo alguns exemplos de peças que produzimos em formato de jogos:

Jogo de campanha de saúde do SESI-RS produzido pela Latinmed

Jogo da saúde física do SESI-RS produzido pela Latinmed

Newsletter mensal para promoção de saúde

A Accor Live Limitless (antiga AccorHotels) promove um programa de qualidade de vida para seus colaboradores de toda América Latina chamado VIVAH. Ou seja, por esse projeto, ocorrem corridas, palestras, workshops, além de comunicações, que conscientizam os funcionários em busca de mais saúde e bem-estar. Nós produzimos mensalmente uma newsletter com dicas e informações sobre doenças, atividade física e alimentação. Além disso, ela conta também com um mural de fotos dos colaboradores em eventos da VIVAH.

Capa da newsletter Vivah produzida pela Latinmed, edição de fevereiro de 2020

Página da newsletter Vivah produzida pela Latinmed, edição de fevereiro de 2020

E-mail e e-book sobre doenças crônicas

A Aon promove campanhas de saúde internas para seus colaboradores e também para funcionários de seus clientes. Com e-mails, infográficos e e-books, as campanhas informam e ajudam na promoção de saúde, de acordo com as condições que mais impactam os custos de saúde e também seguindo datas do calendário nacional de saúde. Realizamos recentemente uma campanha de conscientização sobre doenças crônicas com disparo de e-mail e e-book com guia sobre doenças crônicas.

Página de e-book da Aon produzido pela Latinmed sobre doenças crônicas

Capa de e-book da Aon produzido pela Latinmed sobre doenças crônicas

E-mail da Aon produzido pela Latinmed sobre e-book de doenças crônicas

É comprovado que as pessoas gostam de se informar sobre o assunto antes de decidir e aderir uma mudança. Logo, se a própria empresa fornecer conteúdo em saúde relevante com o momento atual, e depois acrescentar ações que o ajudem a atingir o objetivo, o resultado tende a ser o de colaboradores mais empenhados em serem saudáveis.

Precisa de ajudar para desenvolver campanhas de saúde na sua empresa? Fale conosco! Somos uma agência de comunicação e marketing especializada na área de saúde.

Nicole Lallée
Jornalista, já trabalhou com jornal impresso, rádio e sites de meios de comunicação. Migrou para o marketing digital e tem grande conhecimento em SEO e Google Analytics. De família argentina, tem fluência em espanhol, o que lhe garante bons trabalhos e a fala ligeirinha.