O storytelling no marketing digital e no marketing médico

O storytelling no marketing digital e no marketing médico
20 de setembro de 2018 Latinmed

Contar uma história é eficaz para envolver o público e criar empatia

Você já deve ter ouvido falar de storytelling e, se acha que não, apenas não reconhece esse termo em inglês. A tradução literal para a nossa língua significa contar história e no mundo da propaganda vem sendo utilizada há anos, principalmente em campanhas de datas comemorativas.

O conceito é criar uma história, que não precisa ser real, mas emocionante e envolvente para conquistar a atenção do seu público. Por meio dela, você promove a sua marca e ainda compartilha informações e ideias necessárias para quem precisa entendê-las.

Contando histórias no mundo digital

É claro que no marketing digital, no qual nos aproximamos e criamos um relacionamento mais direto com o consumidor e também onde um dos recursos mais utilizados é o vídeo, essa estratégia não ficaria de fora.

Uma narrativa eficiente e visual, com um personagem central que crie empatia e diálogos mais realistas que levem a informação relevante e necessária pode ser ideal para aumentar o conhecimento sobre a sua marca e fidelizar os clientes.

Mas é bom lembrar que a história precisa despertar as emoções certas e apresentar algum tipo de conflito que será resolvido pelo seu produto ou serviço, mesmo que seja de forma sútil. Assim, você pontua qual é a relevância do que você oferece para uma situação em que há identificação.

Como o storytelling se encaixa na área da saúde

Como já falamos anteriormente, um dos objetivos do marketing médico é o de informar a população geral sobre doenças e tratamentos que podem ser difíceis de compreender. Ao mesmo tempo, esperamos que as pessoas sigam dicas de saúde e adotem hábitos mais saudáveis.

Por meio de uma situação realista e um personagem que consegue se comunicar em uma linguagem mais informal, os resultados se mostram positivos, pois os pacientes conseguem compreender muito melhor tudo acerca da condição abordada.

E assistir uma cena que mostre as consequências dos maus hábitos e das doenças acarretadas por eles costuma ser mais eficiente e persuasivo para entender como as mudanças podem contribuir para a saúde e qualidade de vida. Além disso, cria-se uma proximidade maior entre a clínica/profissional por trás da narrativa e o paciente por meio das emoções despertadas.

Não sabe por onde começar? Entre em contato conosco e nos deixe te ajudar!