Marketing médico muito além do conteúdo!

Marketing médico muito além do conteúdo!
28 de março de 2019 Patricia
Estetoscópio em cima de notebook

De pequenas empresas a grandes corporações, fica cada vez mais evidente que quem tem uma marca (ou presta um serviço) precisa ter um plano de marketing voltado para as mídias sociais. Para os profissionais de saúde não é diferente. Segundo um levantamento recente da área, a internet é a ferramenta usada por 94% das pessoas/pacientes que buscam complementar informações obtidas com o especialista de confiança.

Ou seja, na prática, não vale apenas examinar, diagnosticar e tratar o paciente. É preciso ter a competência atestada e reconhecida nas redes sociais/internet e entregar conteúdo de confiança, que contribua com a saúde e qualidade de vida de quem busca por essa informação. Em tempos de fake news, aliás, esse é um fator essencial.

E, francamente, não faltam anúncios, ferramentas e apps que oferecem a promessa de que é possível criar o próprio conteúdo de maneira simples e rápida. E sendo ainda mais honesta, nem se pode duvidar disso.

O ponto-chave é: é possível se diferenciar? Sim! Por que criar conteúdo e estar presente nas redes sociais não basta. Há uma série de fatores que indicarão se o que você tem apresentado ao público merece atenção ou não. E é aí que entra o trabalho das agências especializadas.

Enquanto profissionais de saúde se dedicam ao que realmente têm como propósito, que é cuidar da saúde das pessoas, profissionais de comunicação desenvolvem estratégias para informar como as pessoas podem tomar atitudes palpáveis para viver com mais qualidade e longevidade. Tudo feito com base em pesquisas de como funcionam os algoritmos da internet, quais as tendências de comunicação, busca por estudos médicos, vivência em saúde e, por fim, validação do que foi produzido por parte dos profissionais que contratam o serviço.

E, se por um lado para quem é usuário/paciente essa combinação é a garantia de que aquilo que ele está consumindo é de total confiança, para o profissional de saúde esse também é o caminho mais seguro!

É claro que quem desenvolve marketing de conteúdo tem conhecimento de que o objetivo final de quem contrata o serviço é atrair público para o seu negócio, seja ele da área de saúde ou não. E, para isso, é necessário atrair e conquistar novos potenciais clientes/pacientes e tornar o profissional de saúde reconhecido em sua área de atuação, com bom posicionamento no mercado e dando a ele algo a que se chama autoridade.

E ser autoridade em tempos de internet não significa apenas que você é reconhecido pelos seus colegas de profissão ou pelos pacientes que chegam ao consultório. É ter também relevância o suficiente para ser apontado entre os primeiros quando um usuário faz uma busca. É ampliar o seu alcance a um grupo muito mais expressivo e, consequentemente, elevar as chances de alcançar os resultados esperados. É entender que, para o Google, suas páginas têm potencial para impactar a felicidade, a saúde, a estabilidade e a segurança de quem acessa o seu conteúdo e, mesmo assim, estar seguro do que oferece. E aí, depois de tudo isso, você está pronto para ir muito além da produção de conteúdo?

Patricia
Jornalista e produtora de conteúdo. Atuou em veículos como BandNews FM, Metro Jornal e UOL (como colaboradora). Em comunicação corporativa, passou por agências como Máquina Cohn & Wolf e CDN Comunicação, com vivências principalmente em análise editorial, gerenciamento de crise e digital. Nas horas vagas, é aprendiz de surfista.