Sai pra lá preguiça!

Sai pra lá preguiça!
29 de maio de 2015 Latinmed

Quando chega o inverno parece que a vida fica um pouco mais triste para os brasileiros. A preguiça e o desânimo aumentam, impactando diretamente na interação social. Mas, essa sensação não é frescura, e sim uma reação do organismo humano às baixas temperaturas. No inverno o metabolismo gasta mais energia para manter a temperatura corporal. A pele passa a receber menor quantidade de sangue nos vasos mais externos, para concentrar maior volume no interior do organismo e produzir mais calor.

A respiração também é afetada, as reações químicas perdem força e ficam mais lentas, levando menos oxigenação para os músculos. O aparelho urinário passa a trabalhar bem mais, pelo fato de que no frio não se elimina liquido pelo suor, mas sim por meio da urina. Nessa época o apetite aumenta, já que o organismo necessita de gordura, carboidratos e calorias para gerar energia.

Além da preguiça, os dias cinzentos e frios trazem uma espécie de tristeza sem explicação. Porém, há um fundamento para nosso humor mais deprimido nos dias de inverno. Os raios UVB, que entram na retina, regulam alguns neurotransmissores relacionados com o humor e o sono. Por isso, existe uma relação direta entre a luminosidade e a tristeza. Diversos estudos mostram que em países como Canadá e Inglaterra, em que grande parte do ano há falta de sol e excesso de dias cinzentos, o número de pessoas com depressão é maior se comparado aos países de clima ameno ou tropical.

Mas, diferente dos ursos, que hibernam no inverno e despertam na primavera, os seres humanos precisam manter uma vida ativa e normal durante os dias mais frios do ano. Muitas pessoas abandonam a academia, as caminhadas e outros esportes ao ar livre, deixam de sair para ficar em casa, tomando o famoso chocolate quente e assistindo a um filme. A tentação de ingerir alimentos mais calóricos também aumenta. O resultado disso é desastroso. Como as roupas de inverno acobertam os quilinhos extras, é na primavera que as pessoas se deparam com o resultado do sedentarismo e da mudança de hábitos do inverno.

Por isso, cuide-se também no inverno. Deixe a preguiça e a gula de lado, controle sua alimentação e faça atividades físicas. Assim, você vai poder aproveitar a primavera e o verão sem precisar correr atrás dos quilos que você ganhou no inverno. Seu corpo e sua saúde agradecem!