Blog

Novembro azul: uma campanha pela vida

Rodrigo Garcia 26/11/2015 Blog
287686-man

Com origem na Austrália, o Novembro Azul é um movimento de conscientização sobre o câncer de próstata direcionado a toda sociedade. Aqui no Brasil, a campanha foi instituída pelo Instituto Lado a Lado pela Vida, com o objetivo de orientar a população masculina a cuidar melhor da saúde.

De acordo com dados do Instituto Nacional de Câncer (INCA), o câncer de próstata é o segundo tipo de tumor mais comum entre os homens e o sexto tipo mais frequente no mundo. No entanto, o tema ainda é um tabu entre os homens.

Por esse motivo, durante todo o mês de novembro são realizadas palestras em empresas, universidades, ações em locais públicos, além de panfletagem sobre a importância da realização dos exames periódicos.

Além disso, assim como ocorre durante o outubro rosa (movimento sobre o câncer de mama), monumentos públicos em todo o mundo são iluminados de azul para chamar a atenção sobre o câncer de próstata.

Para reforçar o movimento, a LatinMed é uma das empresas que mais se engaja nas ações desse período, produzindo materiais informativos para empresas e instituições sobre cuidados com a saúde do homem.

Saiba mais sobre o câncer de próstata

A próstata é uma glândula que compõe o sistema reprodutor masculino, responsável por produzir e armazenar parte do fluído seminal (líquido viscoso que forma o sêmen, junto com outras secreções e os espermatozoides). Está localizada próximo à bexiga, envolvendo a uretra (canal por onde passa a urina).

O câncer de próstata é um tumor proveniente do crescimento desordenado de células, muito comum em homens acima dos 65 anos. Alguns homens não têm sintomas que possam indicar um problema até que o câncer já esteja em um estágio mais avançado.

Entre os possíveis sintomas da doença estão:

- Necessidade frequente de urinar;

- Dificuldade em iniciar ou parar a micção;

- Fluxo urinário fraco, interrompido ou lento;

- Sangue na urina ou no sêmen;

- Desconforto (dor ou sensação de queimação) ao urinar ou ejacular;

- Além de dor intensa na região lombar, quadris ou coxas;

Fatores de risco

Assim como o câncer de mama, o câncer de próstata está ligado ao envelhecimento, sendo a idade um importante fator de risco. A herança genética, fatores hormonais, certos hábitos alimentares (dieta pobre em nutrientes e fibras e rica em gorduras), sedentarismo e excesso de peso também aumentam os riscos de desenvolver um tumor na próstata. Além disso, os afrodescendentes têm mais chance de ter a doença que outros grupos étnicos.

Prevenção

A batalha contra o câncer de próstata começa pela falta de informação e vergonha por parte da população masculina. Cerca de 50% dos homens brasileiros nunca foram ao urologista.

Homens com mais de 45 anos devem fazer anualmente os exames preventivos constituídos pelo toque retal e a medição sanguínea do PSA (proteína produzida pela próstata que se eleva muito no sangue caso suas células cresçam desordenadamente).

Porém, aqueles que possuem casos de câncer de próstata na família devem realizar os exames a partir dos 40 anos.